Gerente do BB Guanambi fala sobre a situação caótica da agencia na segunda

11 de janeiro de 2018

Correntistas e usuários do Banco do Brasil, nesta segunda (08), começaram o dia indignados dentro da agencia pelo atendimento precário que vem oferecendo. Aposentados, empresários e funcionários públicos se desesperaram ao se deparar com as máquinas de auto-atendimento e o ar condicionado que não funcionavam. 

Na rede social whatsapp clientes postam dizendo:  “Banco do Brasil Guanambi-BA, um descaso com os clientes e usuários, um caixa eletrônico funcionando, não recebe envelope, 90% dos leitores de impressão digital não funcionam, funcionários mal educados e ignorantes! Uma vergonha! “

 

Video mostra a superlotação dentro da agencia, veja:

Segundo outra correntista, existia apenas dois caixas para depósito e dois caixas de saque, e um calor infernal, que nem sequer o funcionário da agencia deu conta de resolver o problema de uma máquina que tentava normalizar para o autoatendimento.

O Vereador Fabricio Lopes emitiu nota nas redes sociais explicando o seu esforço em parceria com a CDL Guanambi e do presidente do Sindicato dos Bancários da Bahia, Augusto Vasconcelos desde o ano de 2017, em procurar o superintendente estadual do Banco em Salvador, Carlos Mota, para tentar resolver a precariedade do atendimento da agencia, que mesmo recebendo a garantia de melhorias na agencia, o que foi feito é insuficiente. 

Veja:

“Realmente, o ano de 2017, realizamos, em parceria com a CDL, uma ampla coleta de documentos e levantamentos para uma ação civil pública, solicitando que respondam pela ineficiência de seus serviços!! Entretanto, a demora se deu ao fato das pessoas NÃO abrirem reclamações juntos aos órgãos como: A secretaria municipal da fazenda, a ouvidoria do banco e por último e não menos importante, o Banco Central do Brasil (BACEN)!! Para terem uma ideia, eu fui, pessoalmente, levar as folhas de formalização da queixa nos bancos para que as pessoas registrassem e de um total de 50, apenas 2 ou 3 queriam formalizar a queixa, a maioria dizia: “isso não resolve, deixa para lá, sempre foi assim”!! Quem trabalha na área pública sabe o que vale é a formalização da queixa, denuncia!! Tivemos muita dificuldade nessas questões!! Atualmente, a CDL e sua diretoria, o presidente do sindicatos dos bancários da Bahia (Augusto Vasconcelos) e eu, estamos trabalhando em conjunto para tentar chegar a uma solução!! Infelizmente, algumas pessoas acham que nada está sendo feito, mas estão equivocadas!! Estamos fazendo a nossa parte, mas também precisamos da parte das pessoas em abrirem os chamados e reclamações nos canais convenientes de reclamações!! Para se ter uma ideia, somente o Banco do Brasil de guanambi, atende outros bancos regionais que estão inutilizados devido aos assaltos e roubos, complicando, ainda mais o sistema local!! Mas, não joguem a culpa nos funcionários(as) da agência, eles(as) se desdobram para tentarem ajudar, mas a demanda é absurda que não estão dando conta!! Vejo muita gente criticando, mas poucas dispostas a ajudar!! Vamos tentar uma solução viável, mas tenham certeza, a nossa parte de cobrança está sendo realizada!! Infelizmente, a solução desse problema não esta em Guanambi, o que torna mais complexo esse problema!! Saudações!! Fabricio Lopes”.

Segundo o vereador Fabricio Lopes, no inicio da noite (08), “o Augusto Vasconcelos, Presidente do Sindicato dos Bancários da Bahia, me confirmou, que a superintendência do BB Oeste vai deslocar 8 funcionários para a agência de Guanambi. Pelo menos será um alívio em breve!”.

O programa e site Fala Voce, nesta terça (09), esteve com Manoel Miranda, gerente substituto do Banco do Brasil Guanambi, para entender o porquê da agencia em continuar com seus serviços ineficientes, que vem ao longo dos anos recebendo queixas e criticas dos usuários nas emissoras de rádio e redes sociais.

Manoel Miranda, gerente substituto, disse “que o Banco tem ciência da situação, porém o caso é muito delicado devido às  agencias do Banco do Brasil, em um raio de 100 km na região, que são as agencias das cidades de Candiba, Iuiu, Urandi, Malhada, Palmas de Monte Alto e Carinhanha terem sido sinistradas, ou seja, explodidas no ano de 2017. O Banco do Brasil teve um grande prejuízo que nem sequer o que é movimentado em todas as agencias cobre as despesas”.

Segundo as informações de Miranda, todos os correntias e usuários destas cidades estão vindo para Guanambi, “por isso que nas datas de 1º a 10 de cada mês,  que são realizados os pagamentos de aposentados e funcionários, vira essa situação caótica”. 

No mês de dezembro a agencia substituiu duas maquinas, cada maquina tem a capacidade/mês de realizar sete mil transações, porem tem realizado 22 mil transações, “não tem maquinário que suporte isso”, afirma Miranda.

O técnico que dar a manutenção as máquinas, mora em Guanambi, “praticamente vive dentro da agencia, mas nos dias de grandes movimentos é insuficiente. Para repor peças demanda o tempo burocrático que a agencia possui, por ser uma agencia do Governo”, afirma Miranda.

O Superintendente Regional de Barreiras, Anderson Nariaki, que é responsável pela Agencia Guanambi, após os transtornos da segunda-feira (08), decidiu realocar funcionários de outras agencias da regional e encaminhar para suprir a deficiência existente desde o ano de 2017, quando oito funcionários da Agencia Guanambi se desligaram por tempo de serviço. 

O gerente Guanambi, Miranda, é bem sincero quando pergunto sobre a reabertura das agencias que foram explodidas, ele diz ”para as agencias explodidas voltarem a funcionar vai depender de juntar as autoridades para oferecer segurança pública, evitando novas explosões”.

A agencia do Banco do Brasil Guanambi, tem um prazo de até dois meses para receber os oito funcionários que possam melhorar seu atendimento. Neide Lu / Portal Fala Voce

CompartilheShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Entre em contato conosco 😊

Travessa Cincinato Fernandes 265
Centro, Guanambi - Bahia