Jogos digitais: nova graduação abrange áreas de programação, design, arte e gestão

6 de fevereiro de 2019

Matemática para informática, história dos jogos e roteiro estão entre os principais conceitos ensinados no curso. Profissional com experiência em criação pode ganhar até 6 mil na área.

Lançado na CCXP 2018, o bacharelado em Jogos Digitais com duração de quatro anos tem um total de 3.024 horas aula divididas em oito semestres, o que é inédito no Brasil. O curso envolve as áreas de programação, desenvolvimento de jogos, desenho e gestão de projetos.

Depois de formado, o profissional estará apto a criar, desenvolver, implementar e testar jogos eletrônicos em diferentes plataformas. Por enquanto, somente o Centro Universitário Senac de São Paulo oferece este curso. A mensalidade é de R$ 1.252.

“O bacharelado é diferente do curso técnico, porque une as competências de design e ciência da computação. Além de proporcionar aos estudantes a possibilidade de criar vários jogos durante o curso, ou seja, montar o próprio portfólio, que é uma das exigências do mercado atual”, explica o professor e coordenador do curso Fabio Gamarra Lubacheski.

Entre os principais conteúdos apresentados nos primeiros dois anos, o professor citou:

História dos jogos

Desenho

Programação

Matemática para informática

Física para jogos

Roteiro

“Aquela famosa fórmula de bhaskara também é usada para fazer jogos. O aluno que quer aprender a programar um jogo precisa saber que todos os conhecimentos de matemática que ele aprendeu no ensino médio também podem ser usados para criar um jogo, por exemplo”, conta o professor Fabio Gamarra Lubacheski.

No último ano, além do trabalho de conclusão de curso ser a criação de um jogo, a grade também inclui: métodos de monetização e estratégias de marketing, impacto dos eSports, youtubers gamer e conceitos de game design.

Áreas de atuação

Os profissionais da área de Jogos Digitais podem atuar nos seguintes setores:

Testador de jogos – Como o nome já sugere, este profissional testa jogos que já estão prontos e precisam de uma análise final, para acertar os últimos detalhes.

Programador de jogos – Atua devolvendo instruções lógicas do jogo digital em diferentes plataformas (PC, vídeo game, tablet e celular).

Animador digital – Elabora as animações virtuais e também pode criar, desenvolver e modelar os cenários de um jogo.

Designer digital – Cria interfaces de jogos por meio de conceitos de criação, arte e estética.

Desenvolvedor de jogos/game designer – Além de criar jogos para diferentes plataformas, este profissional elabora o layout, os gráficos dos cenários, personagens e define a composição de cores.

Salários

Dos campos citadas acima, Fabio considera que o desenvolvedor de jogos é o profissional com o maior salário em empresas de grande porte, segundo ele, um recém-formado com experiência em criação pode começar ganhando R$ 6 mil.

Por ser uma profissão ainda recente no mercado, não há como prever uma média salarial nacional, mas segundo o site de empregos Catho, é possível comparar alguns setores:

Animador Digital – R$ 1.391,63

Programador de Jogos – R$ 1.429,29

Designer Digital – R$ 2.689,82

 

CompartilheShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Entre em contato conosco 😊

Travessa Cincinato Fernandes 265
Centro, Guanambi - Bahia