Promotoria Pública de Guanambi instaura inquérito civil para apurar suposta prática de ato de improbidade administrativa do Prefeito Jairo Magalhães

10 de setembro de 2018

O Ministério Público da Bahia,  1ª Promotoria Pública de Guanambi , através da promotora Tatyane Miranda Caires de Mansine Castro,  instaurou, no dia 03 de setembro, procedimento preparatório de inquérito civil para apurar suposta prática de ato de improbidade administrativa do Prefeito Jairo Magalhães, através do Projeto de Lei Nº 20, de 30/05/2018, encaminhado a Câmara de Vereadores para doação de 3 lotes (totalizando 1.350 metros quadrados), à Claunilton Figueiredo Martins e Cleriston Martins, através da sociedade empresarial CCMED Serviços Médicos LTDA, sem observância da  legislação pertinente e da Lei orgânica do município, com desvio de finalidade visando obter apoio político do município de Caturama-BA, à candidatura do ex-prefeito de Guanambi, Charles Fernandes, a deputado Federal no pleito de 2018, sem avaliação prévia. Serão investigados todos os citados. 

A Assessoria de comunicação do Prefeito de Guanambi, Jairo Magalhães, procurada sobre o inquérito instaurado, respondeu que “em anos eleitorais, fazem de um ato legal e dentro das normas municipais, um fato político e novamente volte à tona. Foi uma provocação política e desmedida feita por um vereador da oposição com fins escusos, pessoais e políticos” e que “a Prefeitura de Guanambi respeita o posicionamento do MP, e com tranqüilidade fará a sua defesa no momento oportuno, pois acredita em uma justiça imparcial, justa e sem contaminação política”.

Veja na integra a potaria de N.21/2018 da Promotoria Publica:

portaria 21 2018 – ppic 151668.2018

Resposta da Assessoria do prefeito Jairo Magalhães na íntegra:

A Prefeitura de Guanambi lamenta que, mais uma vez, em anos eleitorais, fazem de um ato legal e dentro das normas municipais, um fato político e novamente volte à tona. Foi uma provocação política e desmedida feita por um vereador da oposição com fins escusos, pessoais e políticos. Todas as administrações realizaram doações nos mesmos moldes, Ariovaldo Boa Sorte, Sizalta Donato, Nilo Coelho, Charles Fernandes e Jairo Magalhães, lamentavelmente muitos fecharam os olhos para as doações anteriores, e teimam em fazer uma litigância de má fé, tentando confundir a população.

Muitas igrejas, sejam católicas ou evangélicas, diversas empresas do Parque Industrial e dezenas de outras que geram emprego e renda na cidade e fortalecem a rede de serviços da população receberam os terrenos. Mais uma vez, o ex-prefeito e o atual Jairo Magalhães, são vítimas de uma campanha caluniosa feita pelos seus adversários políticos, que ainda não aceitaram a recado das urnas na última eleição.

O mesmo cidadão que assina o petição ao MP, é o que entrou com uma ação pedindo a anulação da doação de um terreno para a Paróquia de São Geraldo Magela, onde diversos projetos sociais ficaram prejudicados, levando prejuízo para a população, sobretudo, a mais humilde dos Bairros Caiçara, Beija-flor, Santo Antônio, e infelizmente, não notamos a preocupação de alguns veículos de imprensa com o absurdo praticado contra a Igreja Católica e os demais cidadãos dos bairros que seriam beneficiados com as valorosas ações sociais. É este tipo de gente insensível e sem qualquer compromisso com a verdade e a legalidade, buscam prejudicar os que querem fomentar os trabalhos sociais e gerar emprego e melhoria dos serviços de saúde para a população.

A Prefeitura de Guanambi respeita o posicionamento do MP, e com tranqüilidade fará a sua defesa no momento oportuno, pois acredita em uma justiça imparcial, justa e sem contaminação política.

Portal Fala Voce

CompartilheShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Entre em contato conosco 😊

Travessa Cincinato Fernandes 265
Centro, Guanambi - Bahia