Bamim emite nota que contrapõe geólogo João Cavalcanti

6 de julho de 2019

A Bahia Mineração emite nota ao programa e site Fala Você Notícias,  em resposta à matéria: Geólogo que descobriu as jazidas de ferro de Caetité diz “que a Bamim pode fazer a exploração a seco”.

O geólogo João Cavalcanti, também diz que “faltou tato por parte da Bamim como explicar à população. Existe processos com gerenciamento a seco altamente moderno, que a Bamim pode fazer. O minério da Bamim é hematita pura, tem o teor acima de 60%, é um minério rico, um dos mais ricos do mundo, considerado o filé mignon comparado ao nível de qualidade”.

Diante das colocações do geólogo João Cavalcanti,  ‘a Bamim esclarece que em sua planta da Mina Pedra de Ferro, existem dois tipos de minérios: a Hematita, que corresponde a 1/3 da jazida,  e o Itabirito que está presente em 2/3. O minério de ferro encontrado na Hematita tem alto teor de pureza (cerca de 65%) e não precisa de água para o beneficiamento, por isso, 1/3 de toda produção será a seco. Para o beneficiamento do Itabirito é necessário o uso de água, já que  atualmente não existe tecnologia testada para o beneficiamento a seco de grandes volumes, como é o caso da Mina Pedra de Ferro’.

A informação emitida pelo geólogo João Carlos Cavalcanti no tocante ao teor do minério se assemelha as informações da Bamim, porém o que destona é o tipo de exploração que a Bamim pretende fazer, quando Cavalcanti cita que “faltou tato por parte da Bamim como explicar à população. Existe processos com gerenciamento a seco altamente moderno, que a Bamim pode fazer”, ponto de impasse entre a Bamim e a população da região que não aceita a extração do minério se utilizando da água do Rio São Francisco (água para consumo humano) e a utilização de barragem de rejeitos para que ocorra desastres semelhantes à Mariana e Brumadinho no Estado de minas Gerais.

Resposta na integra da Bamim ao Fala Você Notícias,  através de email:

RESPOSTA DA BAMIN

Em atenção à reportagem publicada no dia 03 de julho, sobre o projeto Pedra de Ferro, a BAMIN esclarece que em sua planta da Mina Pedra de Ferro, existem dois tipos de minérios: a Hematita, que corresponde a 1/3 da jazida,  e o Itabirito que está presente em 2/3. O minério de ferro encontrado na Hematita tem alto teor de pureza (cerca de 65%) e não precisa de água para o beneficiamento, por isso, 1/3 de toda produção será a seco. Para o beneficiamento do Itabirito é necessário o uso de água, já que  atualmente não existe tecnologia testada para o beneficiamento a seco de grandes volumes, como é o caso da Mina Pedra de Ferro.

A Mina tem produção prevista de até 20 milhões de toneladas de ferro ao ano e transformará a Bahia no 3º maior produtor de minério de ferro do país. Ao todo, as atividades que envolvem a produção e escoamento irão gerar cerca de 30 mil empregos diretos e indiretos durante a sua implantação e cerca de 10 mil empregos diretos e indiretos durante sua operação.

A BAMIN reforça também que segue atenta e investe constantemente em tecnologia e em estudos rigorosos para aprimorar os processos de beneficiamento, aproveitamento de recursos e gestão.

 Assessoria de Imprensa BAMIN

O movimento Vida SIM, barragem NÃO! da sociedade civil organizada continua com ações para barrar a implantação da barragem de rejeitos da Bamim na região. 

Portal Fala Você

CompartilheShare on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Entre em contato conosco 😊

Travessa Cincinato Fernandes 265
Centro, Guanambi - Bahia