Moraes autoriza condução coercitiva de curador da exposição ‘Queermuseu’

20 de novembro de 2017

Após a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Maus-Tratos no Senado pedir a condução coercitiva (saiba mais) do curador da exposição “Queermuseu”, Gaudêncio Fidélis, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou a medida, ao negar uma solicitação da defesa de Fidélis para suspender o ato. Segundo informações do jornal O Globo, com a decisão de Moraes, Fidélis poderá ser levado à força para depor, caso não vá ao Senado prestar esclarecimentos à CPI – o curador, porém, já informou às autoridades que deve comparecer à sessão. O pedido da defesa de Fidélis também incluía uma solicitação para que o tribunal determinasse à comissão não praticar qualquer ato contra sua liberdade de locomoção. O depoimento à CPI, que apura suspeitas de maus-tratos a crianças e adolescentes, está marcado para o dia 23, às 14h.  Bahia Noticias

 

CompartilheShare on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Últimas notícias

Entre em contato conosco 😊

Travessa Cincinato Fernandes 265
Centro, Guanambi - Bahia